Sementes Musicais Para Um Mundo Cibernético

by Jardim & Gryner

/
1.
2.
3.
4.
5.
02:11
6.

about

Sementes musicais
para um mundo
cibernético


Assim como precisa de água a semente, requer a canção o ouvinte. Do mesmo modo que um pequeno grão chega às vias de árvore, quer também a canção ir além de sua brevidade. É com esse espírito que lhes convidamos a ouvir nosso E.P. São seis canções que pedem não mais do que 15 minutos de atenção. Porque querem ser ouvidas como o todo de uma obra. Uma obra que, não se preocupem, busca condizer com seu tempo. E com o escasso tempo do mundo. Daí o porquê de ser um valor o ser curto.

E cá estamos, portanto, na internet, com o intuito de também fazer jus a toda cibernética que hoje nos impera em computadores e virtualidades digitais. Inspirados nisso são os nossos arranjos, instrumentações, efeitos e cantos.

É bem isso, pegue a crueza de uma semente, daquelas que dão as árvores que viram violões, e junte com um mundo eletrônico, digital, virtual, e que parece cada vez mais querer concorrer com o que se entende por real, eis aí, se concordarem, nossa estética proposta.

Estética essa que quisemos pôr a serviço da arte, da arte de fazer canção, de fazer canção brasileira, reconhecendo admiradamente tudo que de tão belo já foi feito por aqui. E almejando, claro, por que não?, seguir em frente.

Nesse sentido, o que fazemos agora não é pedir licença, mas sim abrir a porta, estendendo mão e convite para que conheçam um pouco do que reprocessamos das velhas emoções, que felizmente desde sempre assolam os que estão no mundo. E a maneira como o fizemos, nessas sementes que esperamos que floresçam no ouvinte.

credits

released March 19, 2011

tags

license

all rights reserved

about

Jardim & Gryner Rio De Janeiro, Brazil

contact / help

Contact Jardim & Gryner

Streaming and
Download help

Track Name: Nem Choro Nem Valsa
Tão triste será quanto puder seguir / Escolhendo a vida de euforias vis / Cada gozo teu remontará ao vão / De quando não / For sublime poesia / O pousar dos dias / Tão feliz será quanto puder cair / Enfeitando a alma na dor que se quis / Se essa angústia agora te remonta a mim, ao sim / Te confortará o chão / E onde mais couber um grão / Pois nascerá de cada choro uma valsa, uma canção / Que o vento pouco a pouco esvairá / Em pó, no ar / Sem sorrir ou chorar / Vem ver, meu bem, que o tempo sabe acomodar.
Track Name: Dois Dias De Chuva
Nem toda vez que chuva cai / Me entrego ao rés-do-chão / Nem toda dor e tão cruel / Que não cobra reação / Às vezes o mundo mostra / Que é misericordioso / Ou a vida como está / Não é o fim do poço / Nem todo bem é tão fiel / Que não merece um senão / Nem toda água deste céu / Inunda minha razão / Às vezes o mundo entorta / Abrigos e calabouços / E vai abrir as portas / Do universo todo / Então olhe em volta / Ou feche os olhos / Mas veja o infinito de caminhos / Que não precisa percorrer / Não precisa percorrer.
Track Name: De Bem Com Você
Não, eu não vou me pôr / se o sol raiou lá. / Se já nos trouxe cor, / ao que serve um breu só? / Eu quero ser como o musgo / que vem pela pedra nascer. / Ou a planta que, sem um exato porque, / o concreto fez verde. / E eu vou desapegar do que me faz pesar. / Pela nova lei, / não me caberá mais / a tromba de mau-humor, / de um solitário rancor. / Eu quero ter o exato porque de uma planta / que vem pela pedra nascer. / Preciosa, meu bem, / Quis dizer que já estou de bem com você.
Track Name: Por Isso Eu Vou
É, irmão, / Passou, você não percebeu / E eu não vi / Mas hoje sinto essa dor / De ver você / Tão diferente assim / Cadê aquele amigo? / Que rumo te desviou? / Diz pra mim / Que agora tá tão ruim / Por isso eu vou / Botar meu bloco na rua / Vou cantar pra toda gente / Que sinto falta de você / Meu amigo, eu boto fé / Que antes de escurecer / Eu ainda vou te ver / Cantando junto outra melodia / Mas é maior o vão / Que afasta nossas canções / Eu quis um samba / E você preferiu outro som / O tempo, eu sei, / Nos transformou assim / Mas não matou / A semente que um dia você plantou / Não foi ruim / Mas agora falta algo em mim / Por isso eu vou / Botar meu bloco na rua / Vou cantar pra toda gente / Que sinto falta de você / Meu amigo, eu boto fé / Que antes de escurecer / Eu ainda vou te ver / Cantando junto outra melodia
Track Name: Teu Mar
Namoro teu mar / Me verto teu sal / Me afogo estou salvo / Sem mais solidão / Sem mais o sertão / Me ancoro em teu caos / E perco meu sol / Me solto e me seco / Do meu coração / Se eu ribanceira / Você meu pendão
Track Name: Não Se Avexe
Se um dia / descobrir o que você quer / não deixe de me dizer / Se numa noite / a inspiração vier / não pense outra vez / Menina, cê não se avexe / cê não se esquece, / esse nego merece um pouco mais / de atenção / na hora que eu me deito / uma dor no peito / me lembra de onde eu gostaria de estar / agora / Eu só queria, meu amor / saber o que é / que trouxe a dor, levou o querer / Sempre se pode / fechar os olhos e ver / basta coragem, basta dizer / Menina, cê não se avexe / cê não se esquece, / esse nego merece um pouco mais / de atenção / Na hora que eu me deito / uma dor no peito / me lembra de onde eu gostaria de estar / Embora / Não saberia dizer se dá / Ficar esperando se revelar / O vazio que consegue ocupar / É tão simples / O ato de não dizer / Revela fatos que não se quer / Para si guardar / Mesmo sendo as cinzas e o bem / De alguém que precisa / Saber de onde vem, / de onde vem / o tirou que feriu / e abala tudo aquilo que a gente não viu